Logo tv aberta
 

IPCA-15 sobe 0,69% em junho e atinge 12,04% em 12 meses

A inflação medida pelo IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15) subiu

24/06/2022 19:19:16

 IPCA-15 sobe 0,69% em junho e atinge 12,04% em 12 meses

A inflação medida pelo IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15) subiu 0,69% em junho, informou nesta sexta-feira (24) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O resultado veio um pouco acima das estimativas do mercado financeiro. Na mediana, analistas consultados pela agência Bloomberg projetavam avanço de 0,68%. O IPCA-15 havia subido 0,59% no mês anterior (maio).

Com a entrada dos novos dados, o IPCA-15 acumulou alta de 12,04% em 12 meses até junho. Nesse recorte, a variação havia sido de 12,20% até maio.

O índice oficial de inflação no Brasil é o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), também calculado pelo IBGE.

Como a variação do IPCA é calculada ao longo do mês de referência, o dado de junho ainda não está fechado. Será conhecido no dia 8 de julho.

O IPCA-15, pelo fato de ser divulgado antes, sinaliza uma tendência para os preços. O indicador prévio costuma ser calculado entre a segunda metade do mês anterior e a primeira metade do mês de referência da divulgação. Neste caso, os preços foram coletados de maio a junho.

No acumulado de 12 meses, o IPCA-15 está bem acima da meta de inflação perseguida pelo BC (Banco Central) para o IPCA. Em 2022, o centro da medida de referência é de 3,50%. O teto é de 5%.

Analistas do mercado financeiro projetam novo estouro da meta em 2022, o que significaria o segundo ano consecutivo de descumprimento.

Ao longo da pandemia, a inflação ganhou força devido a uma combinação de fatores.

Escassez de insumos, alta nos custos de produção de bens diversos, efeitos negativos do clima em energia e alimentos e impactos da turbulência política sobre a taxa de câmbio fazem parte dessa lista no Brasil.

Em 2022, um componente adicional passou a pressionar parte dos preços: a Guerra da Ucrânia. Com o conflito, petróleo e commodities agrícolas subiram no mercado internacional.

O reflexo no Brasil foi o registro de novas altas nos preços de combustíveis e alimentos durante o primeiro semestre deste ano.

Fonte: Folha de SP

Texto extraído do site Portal da Fecomerciarios

 

 

PROGRAMAÇÃO

End.: Rua Cardoso de Almeida, 2269 - Perdizes - CEP: 01251-001 - São Paulo/SP - Telefone (11) 3868 - 2802 - Todos os direitos reservados - © 2012 TV Aberta São Paulo